Uma caipirinha, por favor


E no final todos viveram felizes para sempre

Aí galera, o espaço do blog lotou, então como eu não to a fim de perder todos os arquivos, acho que vou dar férias indeterminadas para ele. Iso iria acontecer cedo ou tarde por causa da minha viagem. É uma pena, ainda tinha mais uns 15 assuntos gravados que eu queria comentar, mas paciência. Lá da Espanha, de repente, crio outro, vamo vê. Obrigado a todos que perderam preciosos minutos de suas vidas lendo asneiras deste ser que vos escreve. Muchas Gracias.

FECHOU PEÇAS!



Escrito por Leo Garcia às 17h28
[   ] [ envie esta mensagem ]




Uma noite pra lá de divertida (e bizarra)

Ontem fui no Beira-rio com os guri e me frustrei. Tudo bem sou colorado e já sou vacinado pra esse tipo de coisa. Mas pelo menos deu pra encher a cara. De lá, fomos direto pro show do Acústico MTV de bandas gaúchas, a segunda sessão, que começou a meia-noite.

A primeira constatação não foi das mais animadoras: era proibido fumar e beber no Salão de Atos da UFRGS. O cigarro foi legalizado por nós em questão desegundos e durante todo os shows, o segurança só incomodou duas vezes. Vão tomar no cu, né? Não faz o menor sentido, só porque era na porra de um teatro, é burrice deixar a galera com sede e na fissura. De onde já se viu, assistir shows sóbrios. Enfim.

O primeiro a tocar foi o mestre supremo Wander Wildner. De todos que estavam na segunda platéia, eu e meus amigos fomos os únicos que ficamos de pé, cantando todas as músicas, sob o olhar de reprovação dos outros. Vai ver que na cabeça deles era um ópera ou sei lá, o Bailei na Curva ali no palco.

Todos os shows foram coisa rápida, tiro curto mesmo, como no acústico, 5, 6 músicas e já era. Acabou o Wander e fomos direto pra rua pra tomar a ceva dos ambulantes, era uns 15 minutos de intervalo de cada banda, suficiente pra dar uma abastecida. E foi aí que começou o tráfico que perdurou até o final, o combate à lei seca: enchíamos os bolsos do casaco de cerveja e bebíamos à vontade nos show, agora sob o olhar de inveja dos outros. Os seguranças viram certo, mas nas condições que nós nos encontrávamos, era mais negócio pra eles fazerem vista grossa.

Com relação aos outros shows, o da Bidê ou Balde, que eu tava levando menos fé, foi o que mais levantou a galera. O Carlinhos tava empolgado, invadiu a platéia e quando rolou E por que não, ele deixou só a galera cantar toda, devido a tal polêmica do incesto na letra.

A Cachorro Grande foi competente como sempre e mandou bem pra caralho nas suas baladas.

E a Ultramen fez bonito também, apesar de eu concordar em parte com o repertório escolhido. No final, todos subiram ao palco pra tocar o “hino” Amigo Punk e logo em seguida Peleia, matando a pau. O bizarro foi depois, a música final: Hey Jude instrumental (?). Mas no final das contas deu pra se divertir pra cacete. E a noite tava recém começando, depois ainda fomos pra noite, mas outra hora, numa mesa de bar, conto tudo que rolou. Vale a pena.

 

 

Ah, era proibido irar fotos também...

 

 

 

 

 

 

 



Escrito por Leo Garcia às 15h48
[   ] [ envie esta mensagem ]




Um Conto Curto

 Conheceram-se em uma festa.

- Qual é o teu nome?

- Paula Tejante. E o teu?

- Tomás Turbando.

Foi amor à primeira vista.

Escrito por Leo Garcia às 17h45
[   ] [ envie esta mensagem ]




Tristeza não tem fim, felicidade sim

Cada geração tem o festival que merece pra surgir novas revelações musicais. Nos anos 60, rolavam aqueles festivais clássicos de onde apareceram Chico, Elis e mais uma pilha de verdadeiros gênios.

Hoje em dia, a atual geração tem o Fama.

Escrito por Leo Garcia às 01h14
[   ] [ envie esta mensagem ]




Eu devo estar virando um débil mental

Eu sempre achei uma sacada muito boa, o nome do programa que grava cds ser Nero, por causa do burn. Mas me dei conta que mais genial seria ter um programa chamado Mr. Burn, cujo mascote e garoto-propaganda seria o “excelente” Mr. Burns.

Escrito por Leo Garcia às 01h10
[   ] [ envie esta mensagem ]




God Save the Queen

Eu sempre quis conhecer Londres. Smpre foi uma cidade que me atraiu, e estava nos meus planos pra minha viagem de mochilão. Mas depois de toda essa história, acho que o clima não tá bom, ainda mais pra mim que pareço muito mais um islâmico (leia-se turco) do que um ocidental. Mas como eu vou ficar um ano, uma hora vou acabar conhecendo. E acredito que existem países mais bacanas que a Inglaterra pra curtir o verão europeu.

 

Fico pensando o que aconteceria se a polícia brasileira desse cinco tiros gratuitamente num inglês que vivesse legalmente no país e depois o Governo disse que todos agiram de maneira exemplar no caso. Sérios problemas diplomáticos no mínimo. E no máximo, uma reedição da Guerra das Malvinas, só que sem as Malvinas. 

Escrito por Leo Garcia às 01h04
[   ] [ envie esta mensagem ]




Vagabundo é a mãe!

Agora que eu já to um tempo desempregado (por opção, como respondem as gurias que ainda estão sozinhas nas festas), eu percebo porque o Brasil não vai pra frente: tem muito vagabundo aqui. Parece papo chavão, mas não é. Todas às vezes que eu fui em shoppings centers pela tarde, tinha um mar de gente. E não é como eu pensava, maioria de velhos e pré-adolescentes, não, não. Homem, mulher, de tudo que é idade, todos passeando na maior calma e tranqüilidade. Deve ser por isso que quando o Walt Disney decidiu criar um personagem brasileiro, nasceu o Zé Carioca, o papagaio que foge do trabalho como diabo da cruz. E adora uma boa feijoada.

Escrito por Leo Garcia às 00h49
[   ] [ envie esta mensagem ]




Toca Raul!

Eu tava escrevendo um artigo cujo título era “Metamorfose Ambulante”. Aí olho na Zero Hora de hoje uma coluna com o nome quase igual. Jung é que tá certo. O texto é da psicanalista Diana Corso.  Li e gostei muito, entonces resolvi publicá-lo neste humilde site. O meu fica pra outra hora.

 

Metamorfoses ambulantes

Quem é assíduo ao computador, particularmente aos espaços de comunicação instantânea e compulsiva, como hoje é o MSN, já está acostumado a reconhecer seus amigos sob diversos disfarces. Além do nick-name, apelido pelo qual alguém se identifica de modo mais ou menos permanente, sempre há uma frase que o acompanha, uma pequena mensagem, que é uma extensão do nome. Pode ser um trecho de letra de música, um recado, ou mesmo a descrição do sentimento ou ação do momento, como "morrendo" ou "sem o q fazer". O importante é que essa frase muda com freqüência e deve ser atualizada para melhor retratar a situação vigente e o personagem que representa. Esse carnaval de Veneza virtual não visa a esconder a identidade de ninguém, mas sim revelá-la em sua condição multifacetada, variável. Não são máscaras que ocultam, são enfeites, que ressaltam e descrevem o estilo e estado de cada um. Como quase tudo em nosso mundo tecnológico e hiperconectado, estas epígrafes de si mesmo mudam toda hora. Ninguém duvida da necessidade de ser visto e notado em nossa "sociedade do espetáculo", porém, nesse esforço cotidiano de buscar um apelido e uma frase que nos representem e caracterizem, há mais do que uma mera vontade de aparecer. Não é irrelevante que, além de chamativas, essas confissões públicas sejam evanescentes.

A velocidade é uma mania contemporânea. Achamos que essa urgência toda achatou nossa qualidade de vida, quando na verdade a pressa propriamente dita faz parte da busca angustiada pela tal qualidade de vida. Quando, por exemplo, uma criança pequena fica agitada e irritadiça, exigindo ser levada de cá para lá, que lhe alcancem inúmeros objetos que ela em seguida joga no chão, consideramos que ela está com sono, buscando nesses gestos alívio para um mal-estar difuso, e a tranqüilizamos para que durma. Já quando um adulto muda constantemente de carro, namorado, profissão, estilo, mostrando-se entediado ou insatisfeito com tudo que planeja ou conquista, consideramos que ele está exercendo sua liberdade de escolha.

É verdade que é bom poder mudar de idéia na vida, mas a urgência das trocas pode estar denunciando que, como a criança chorosa, estejamos sentindo-nos desamparados, esperando que um objeto ou uma posição social possam garantir bem-estar, certezas e aconchego. Talvez tudo dure pouco exatamente porque somos mutantes quanto a quem somos e o que queremos. Não nos sentimos inseguros porque a velocidade desestabiliza as coisas, pelo contrário: o culto à rapidez resulta da ansiedade de nossa busca por respostas e alívio. Essa incerteza é a fonte de tanta verborragia (muitas vezes escrita de forma telegráfica, para leitura imediata). O visionário Raul Seixas antecipou: já somos metamorfoses ambulantes e, com medo de perder-nos de nós mesmos, informamos incessantemente quem somos, nossa posição e estado. O mais legal é que supomos, e encontramos, interessados nessas informações. Câmbio.

 



Escrito por Leo Garcia às 15h06
[   ] [ envie esta mensagem ]




Nota Deeeeeez

Descobri que as pessoas podem dar nota pro meu blog. Por nada fui ver e duas pessoas já tinham votado. E minha média é 10,0! Obrigado a todos pelo grande reconhecimento, é graças a vocês que continuamos trabalhando com muito empenho, vontade e amor no coração.

Escrito por Leo Garcia às 19h43
[   ] [ envie esta mensagem ]




Drible da Foca

Mesmo quem não gosta ou não entende nada de futebol, fique de olho em Kerlon, a nova revelação do Cruzeiro. O guri tem 17 anos e simplesmente inventou uma jogada nova no futebol: o Drible da Foca. É simplesmente maravilhoso. Eu tinha visto ele fazer isso pela Seleção Brasileira sub-17 e agora começou a aprontar no Brasileirão. O guri levanta a bola e fica batendo com ela na cabeça e caminhando. O adversário fica desnorteado, sem saber o que fazer, e quanto menos espera, toma um chapéu. Divino! Mas esse lance tem que ser visto e não lido. Alguns juízes estão ameaçando dar falta do Kerlon por querer humilhar os adversários. Tem que mandar prender sujeitos que pensam dessa maneira, a jogada dele, além de genial, na maioria dos casos é muito objetiva também. Mané Garrinha deve estar sorrindo no céu.



Escrito por Leo Garcia às 16h42
[   ] [ envie esta mensagem ]




P.T. Anderson

Reevi Magnólia hoje. Bah...

Escrito por Leo Garcia às 01h51
[   ] [ envie esta mensagem ]




Pelé Eterno (de verdade)

Vi hoje um filme que poucos ouviram falar. O nome é Fuga para a Vitória, de 1981 e o seu elenco é um dos mais bizarros da história: Sylvester Stallone, Michael Caine e Pelé. Isso mesmo. É sério. Não sei se preciso dizer mais alguma coisa, mas as risadas estão garantidas numa trama envolvente, onde há jogadores profissionais com mais de 60 anos (inclusive MyCocaine), nazistas bonzinhos e o Rei do Futebol falando inglês. A cena dele e o quadro negro é impagável.

Mais engraçado que isso, só no final da exibição. O Mickey, cachorro do Pedro, queimando o rabo (com direito a fogo e tudo) no aquecedor e nem dando bola. A galera ficou desconfiando que ele tinha hanseníase, a doença que as pessoas não sentem dor, e que tinha comercias clássicos nas antigas prevenindo, dos quais não lembro. Não se preocupem, Mickey passa bem. Já o Stallone parece que está com a boca torta.  



Escrito por Leo Garcia às 02h37
[   ] [ envie esta mensagem ]




Eu não sei

A grande amiga Luiza Ollé teve uma idéia muito boa há algum tempo atrás: que eu fizesse várias pré-festas de despedida, os chamados ensaios para a grande festa. Alguns tiveram grande sucesso, outros nem tanto (festa mulher não paga só vai homem).

Por ironia do acaso, minha viagem foi se prorrogando. Primeiro a demora da faculdade de me mandar uma resposta. Depois a demora de mandar pelo correio essa resposta oficial. E aí quando eu compro a minha passagem pro dia 25 de julho é o visto que demora pra chegar. Então, EU NÃO SEI O DIA QUE EU VOU VIAJAR E NEM O DA FESTA DE DESPEDIDA. Pode ser entre 1 e 20 de agosto, muito difícil fugir disso. E a louvável idéia das pré-festas acabou virando um tiro que entrou pela culatra. Sem galinhagem, eu vou colocar a média de quanto eu escuto essas perguntas por dia:

 

-          Ué, tu não foi ainda? – 3 vezes

-          Achei que tu já tivesse ido. – 1,5

-          Porra meu, tu não vai embora! – 6

-         Que dia é a festa de despedida? – 11

-         Alguma novidade sobre o visto? – 8

-         Que dia tu vai embora? – 26,7

-         Quer dez milhões de reais pra testar cerveja? – 0

 

Eu sei que todos que perguntam, fazem porque se importam (ou não) comigo, mas é que às vezes cansa. Então desculpe se fui grosso com alguém, mas na real eu já tô muito na pilha de viajar, aí fica toda aquela expectativa e nada. Mas, não se preocupem, todos serão avisados com um mínimo de antecedência das novidades e farei uma grande festa de despedida pra entrar na história... pelo menos do Morro Santa Tereza.

Escrito por Leo Garcia às 15h20
[   ] [ envie esta mensagem ]




A Barbada da Hora

Essa dica é pra quem curte comprar filmes: Zero Distribuidora. Fica na esquina da Ramiro com a Farrapos (na frente da boate Charlston). O lugar é bem bizarrão, a dona, uma uruguaia ou similar, vai te tratar mal, mas com um quê de simpatia. O que vale lá são os preços e algumas raridades. Eu prefiro sempre comprar dvds, mas lá tem uns filmes em vhs que vale muito a pena, porque são mais baratos que uma cerveja na noite. Vários Woody Allen por 5 reais (o Prego compro Desconstruindo Harry, que é sensacional e eu Celebridades, que nunca vi, mas é o preço de um aluguel). Comprei também o Go (Vamos Nessa, em português) por 5 pilas.

Com relação aos dvds, também tem preços bons. Comprei Os Bons Companheiros por 19 reais. Mas tem umas bizarrices, do tipo Meu Tio Matou um Cara tá por 120! Isso porque o objetivo da loja é vender pra locadoras, ou seja fuja dos lançamentos, a não ser que você não saiba o que fazer com 120 pila (bom, nesse caso, você pode doar pra mim).

Mas na minha opinião, o mais divertido de tudo é a seção de vhs por 1,99. Eu acho que todos que forem lá, devem seguir a tradição e comprar a maior merda que achar. Eu acho que fiz uma boa escolha: Inspetor Faustão e o Mallandro. Um dia, isso, somado com muitas cervejas, ainda vai render boas risadas.

Escrito por Leo Garcia às 15h11
[   ] [ envie esta mensagem ]




PENSAMENTOS DE UMA MADRUGADA FRIA

- O Diabo é o Diabo, porque ele é velho.

 

- Façam o que eu digo, não façam o que eu faço.

 

- Eu não tenho opinião formada sobre minas que usam boné.

 

- Raposa em espanhol é zorro.

 

-Por que tem tanta gente vendendo bergamota nas esquinas de Porto Alegre?

 

- Ver ou não ver o mamilo de um seio de uma mulher é como ter 49% ou 51% de uma empresa.

 

- Só não me abracem na hora do gol.

 

- O dia do amigo não tem sentido nenhum, imagina se tu der um presente pra cada amigo teu? Vai ficar pobre. Deveriam inventar o dia do sexo, onde todos seriam obrigados a praticar o ato.

 

- Glória do desporto nacional, oh Internacional que eu vivo a exaltar.

 

- O litro da gasolina em Porto Alegre custa mais de R$ 2,50. Na Venezuela, país vizinho, custa cerca de R$ 0,08 centavos.

 

- Eu odeio a música parabéns pra você. Odeio ainda mais quando cantam em bares. E odeio, principalmente, quando as pessoas das mesas ao lado batem palmas junto e riem.

 

- Cueca com dinheiro...

 

- Eu preciso encontrar um lugar legal pra mim dançar e me descabela, né?  Tem que ter um som legal, tem que ter gente legal e tem que ter cerveja barata.

 

- Cerveja é bom demais.

 

- Eu sou brasileiro e não desisto nunca. Tenho orgulho de ser gaúcho. E amo muito tudo isso.

 

- Será que namorado de prostituta se sente corneado se ela trepa com um cara sem pagar?

 

- O Zuco é que tá certo: caipirinha seca.

 

- Falem bem de mim ou não falem.

 

- Será que um dia eu vou descobrir o sentido da vida?

 

- Al final todo siempre acaba bien.

Escrito por Leo Garcia às 04h27
[   ] [ envie esta mensagem ]




Pulseiras & Pulseiras

O mundo anda muito estranho mesmo. A moda agora é usar pulseira de plástico que tenha uma razão social. Foi só aparecer famosos, como Gwyneth Paltrow e George Bush (?!) com elas,  que todo mundo quer. Tudo começou com a Nike, que criou as primeiras encomendadas pelo ciclista Lance Armstrong, para ajudar as pessoas com câncer. Elas agora são a febre do momento. Quem tá mais feliz são os caras que tão produzindo essas porcarias e faturando alto por tabela. E tem pra todos os gostos: orgulho gay, ajuda às vítimas do tsunami e a iraquianos, acombate ao racismo, à fome, à corrupção, ao turismo sexual infantil e por aí vai.  Agora que banalizou imagino as próximas pulseiras:

-         Orgulho de ser canhoto

-         Salvem os Anões Negros

-         Fãs do Seu Madruga

-         Maconha, Cocaína e bolacha recheada

-         Brizola Vive

-         Eu colaboro com a Sociedade dos Amigos de Cidreira

-         Ajude a Tia Carmen

 

Eu me pergunto porque será que esse tipo de coisa vira moda. É só uma porra duma pulseira de plástico! Moda é um lance muito engraçado e patético ao mesmo tempo. Existem maneiras melhores de ajudar, protestar ou sei lá o que, mas agora tem que ser com as malditas pulseiras de plástico. Simplesmente ridículo. Ah, esqueci de falar, comprei uma do Inter com os dizeres Alma Colorada.

Escrito por Leo Garcia às 01h35
[   ] [ envie esta mensagem ]




Aconteceu em Tampa

Acabo de ler no Terra uma notícia que eu não tinha dado muito bola a primeira vez que eu passei os olhos. É sobre a prisão da professora norte-americana Debra Lafrave por manter relações sexuais com um de seus alunos de 14 anos (no apartamento dela e também em uma das salas da escola). Além disso, ela é acusada de agressão sexual e de cometer atos lascivos. Ela foi solta depois de pagar 25 mil doletas de fiança, e agora está em julgamento. Seu advogado alegará insanidade devido ao estresse emocional e a dificuldade de definir o que é certo e errado. Reparem bem nas fotos do julgamento, talvez alguns façam a mesma pergunta que eu: porque diabos eu fiz segundo grau no Brasil?

 

 



Escrito por Leo Garcia às 02h16
[   ] [ envie esta mensagem ]




Pensamento de um fim de tarde

"Toda criança ao nascer deveria ganhar um cachorro e um violão" 

Escrito por Leo Garcia às 18h20
[   ] [ envie esta mensagem ]




O Massacre do Beira-Rio

 

Tarde divertidíssima ontem lá na Padre Cacique. O Colorado botou o Juventude no lugar dele, chamou pra dançar e deu um verdadeiro baile. Um notório chocolate.

Esse ano eu to com o pressentimento (de verdade) que o Inter vai ser campeão. Sério, o time é bom demais e tem todo um elenco forte por trás. Nosso único adversário é o Corinthians que vai acaba se perdendo na curva com aquele monte de laranja podre.

Prometo (e os amigos sabem que eu sempre cumpro), que se no final de novembro, o Inter fica a um jogo de ser campeão, volto de Salamanca pra fica uma semana aqui, comemoro como nunca e entro em coma alcoólico. Tenho dito!



Escrito por Leo Garcia às 00h11
[   ] [ envie esta mensagem ]




Café Pelé (sem Edinho, por favor)

Cada dia eu sinto que eu tô mais viciado em café. Depois do almoço principalmente.  Se eu não bebo uma puta xícara, fico pescando com os olhos e todo sonolento. Tipo nem sou muito aficcionado no gosto, se fosse por isso, nem beberia tanto. Eu tomo pra ficar acordado mesmo. Acredito que o lance é muito psicológico. Tá, eu sei que a bebida tem cafeína, que é um estimulante forte, mas o efeito que tem em mim é bizarro. Acho que daqui há uns 60 anos vão descobrir que o café é uma droga muito foda, e aí meus netos vão se impressionar com as histórias de que teve um dia que o vovô teve que virar a noite trabalhando e bebeu mais de uma garrafa térmica de café sozinho. Esse vovô tem cada história mesmo. Agora só falta dizer que já fumou um cigarro também.

E é por essas e outras que eu mando o Batman e o Quarteto Fantástico pro quinto dos infernos e fico com o inigualável Cafeinator.   



Escrito por Leo Garcia às 00h35
[   ] [ envie esta mensagem ]




Veja Recomenda

Já teve muita gente que elogiou meu blog (sei que tenho meus leitores diários, gracias comancheros), o que na real é um erro. Se é pra elogiar um blog que se faça isso com o da Bruna Surfistinha (www.brunasurfistinha.com), uma puta famosa de sampa, que conta todos os detalhes de sua vida pessoal e profissional. Olha só como ela começou seu último post, simplesmente demais:

 

TERÇA, 12

 

HORÁRIO QUE ACORDEI - ás 9h30
HORÁRIO QUE FUI DORMIR - ás 3h30
PASSEEI COM A TATI? sim
MALHEI? sim
ESTUDEI? não
BEBI? sim
ME MASTURBEI? sim

 



Escrito por Leo Garcia às 02h07
[   ] [ envie esta mensagem ]




Burocracia é uma merda

Recado de utilidade pública: minha festa de despedida não será mais no dia 22, como estou anunciando há tempos. Meu visto de estudante não ficará pronto até o dia 25 (data da minha passagem), então terei que adiar um pouco. Que merda de burocracia!Minha situação está mais uma vez indefinida, posso viajar tanto no início de agosto como mais pra finaleira. Agora vou voltar pra rotina diária de responder 42 vezes por dia que "não, não sei o dia que eu vou viajar"`.

Às vezes, tudo que a gente quer é estar em Barcelona. 



Escrito por Leo Garcia às 17h39
[   ] [ envie esta mensagem ]




SpamTalhos

Reza a lenda que existe uma mansão na Ucrânia, mais precisamente na cidade de Donetsk, de onde saem todos os spams do mundo. Essa mansão é na verdade uma poderosa empresa secreta, que possui os mais diversos objetivos, que variam de descobrir o segredo da coca-cola e dominar o mundo, o que na real dá na mesma. Eles se auto-denominam SpamTalhos e possuem anões ecravos vestidos com roupas de bailarinas, que servem ovos mexidos no café da manhã. Não, esse não é um bom jeito de começar o artigo. Vamos tentar de novo.

 

Não sei como os spams me descobriram novamente. Óbvio que eu nunca parei de recebê-los, mas agora estão vindo em peso. Há alguns anos atrás tive que mudar de email, porque recebia 130 por dia em média. Ainda bem que os emails hoje estão mais inteligentes e mandam eles direto para o lixo, ou como o yahoo gosta de chamar, “emails em massa”. Mas eu não me agüento e volta e meia fuxico eles (geralmente quando dá aquela frustração de abrir o email e não ter chego nada novo – nem aquela piada velha e sem graça).

Esses dias um spam furou essa barreira e foi direto pra minha caixa. Ele quase me enganou. O remetente era uma moça chamada Glenda Wilkerson e o assunto era “re[10]”. Depois disso resolvi dividir os mais de 50 spams que chegaram essa semana pra mim em suas respectivas categorias para ninguém mais ser enganado:

 

- SPAMS EM QUE O ASSUNTO COMEÇA COM “RE[ALGUM NÚMERO]":

Sempre com nomes clássicos brasileiros como Sondra Dwyer, Christa Kerr, Earle Mohr, etc... Mas a maioria é inofensivo, não vem com arquivo atachado e vendem programas de computador, diplomas de faculdades americanas (in two weeks!), Relógios Rolex, etc...

 

- SPAMS EM QUE SEMPRE REPETEM O MESMO ASSUNTO NADA A VER (EM PORTUGUÊS):

Esses são muito engraçados, sempre vêm com um vírus atachado e até hoje devem ter enganado milhões de brasileiros e mais uma penca de armênios e hondurenhos. O mais afudê é o jeito que eles tentam nos persuadir, alguns belos exemplos :

Escrito por Leo Garcia às 03h03
[   ] [ envie esta mensagem ]




DE: roberaveran@hotmail.com

ASSUNTO: agradou

TEXTO DENTRO: veja detalhes!!!.

NOME DO ARQUIVO: festa.bat

 

DE: lhufas@terra.com.br

ASSUNTO: morto

TEXTO DENTRO: me diz o queacha?

 NOME DO ARQUIVO:  __.zip

 

DE: gutotrip@hotmail.com

ASSUNTO: peskaria por kilo

TEXTO DENTRO: gostaria disso e voce???

NOME DO ARQUIVO:  impressao__.txt.com

 

DE: inet@microsoft.com 

ASSUNTO: massas!

TEXTO DENTRO: meu telefone liga

NOME DO ARQUIVO:  grana__.zip

Escrito por Leo Garcia às 03h02
[   ] [ envie esta mensagem ]




 

- SPAMS EM QUE SEMPRE REPETEM O MESMO ASSUNTO NADA A VER (EM INGLÊS):

O objetivo é deles é tão nobre quanto os nacionais – infestar nossas máquinas de vírus – só que eles andam seguindo uma corrente nova. Adoram colocar o nosso email no assunto e quando tu abre eles te dão um link especial, mas esse eu não me pilhei de clica. Só sábado eu recebi três com o mesmo assunto “Mail Delivery (failure leogarcia67@yahoo.com.br) “dos amigos digorodrigo@ hotmail.com, support@broco.nl e polako_canabrava@hotmail.com. Obrigado caras, outra hora mando de novo pra vocês.

- SPAMS DE FESTAS OU DE PROMOTORES DE FESTA:

Esses são foda. Tu não sabe como o mala descobriu teu email, mas ele o fez. E não, eu não quero ir pra Atlântida nem pra Tramandaí em julho. Muito menos pras 414 raves que vão ter em Porto essa final de semana com o famoso Dj Olho do Cu, o melhor de Londres atualmente. E tampouco ir numa casa noturna decadente ouvir bandas de playboys tocando pagode para pré-adolescentes.

PS: Desculpa se alguém se incomodou com alguns dos spams que eu mandei das festas aqui em casa, mas na maioria das vezes tava muito afudê e a ceva era liberada também.

 

- SPAMS, SPAMS, SPAMS...

Na real tem mais uma caralhada aqui, mas eu enchi o saco do assunto e de pesquisar também. Fecho o artigo com essa pérola:

 

DE: mssupport@nets.net.pk

ASSUNTO: Re: Bad Request

TEXTO DENTRO: Encrypted message is available.

NOME DO ARQUIVO: documentleogarcia67.zip

 

Isso mesmo, foi criado um vírus com meu nome. Eu me sinto honrado, pra falar a verdade que eu me lembre a última vez que me emocionei tanto foi quando o Didi Mocó beijou a mão do Cristo Redentor.

Escrito por Leo Garcia às 03h01
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]




 



Meu perfil
BRASIL, Sul, Homem
MSN - leolocogarcia@hotmail.com
Histórico
  31/07/2005 a 06/08/2005
  24/07/2005 a 30/07/2005
  17/07/2005 a 23/07/2005
  10/07/2005 a 16/07/2005
  03/07/2005 a 09/07/2005
  26/06/2005 a 02/07/2005
  19/06/2005 a 25/06/2005
  12/06/2005 a 18/06/2005
  05/06/2005 a 11/06/2005
  29/05/2005 a 04/06/2005


Outros sites
  Fotolog do Gui e da Elisa
  Blog do Fabiano Goldoni
  Sport Club Internacional
  Tiras do Bruno
  The Allan Siebber Talk to Himself Show
  Site Oficial do Wander Wildner
  The Perry Bible Fellowship (TIRAS SENSACIONAIS)
  Fabio Zimbres
  Fotolog do Carlo Vidor
  Blog do Jair Beirola
  Blog da Claudia Schroder
Votação
  Dê uma nota para meu blog